Softwares ajudam produtores a melhorar a gestão das fazendas

Informatização no campo permite organizar as finanças, automatizar os processos administrativos e melhorar o manejo das lavouras

O produtor gaúcho e engenheiro agrônomo Elmar Konrad é um entusiasta da informatização no campo. Há quatro anos, ele trocou a rotina de anotações em papel e planilhas Excel pela adoção de um software de gestão profissional. Konrad conta que escolheu o software +Gestão, da empresa Connectere AgroGestão, e a migração mudou completamente a perspectiva de administração da fazenda (saiba como resgatar o +Gestão por pontos da Rede AgroServices aqui). “Sou muito exigente, gosto de fazer um controle direcionado de tudo na propriedade e consegui uma solução completa para a gestão”, conta Elmar Konrad.

Com alguns cliques no computador, o agricultor consegue visualizar rapidamente qualquer informação administrativa e de manejo. “Tenho o controle das notas de todos os insumos que compro. Aperto em um botão e o programa me diz o que está em galpão, os produtos que foram utilizados e o que está para retirar na empresa fornecedora”, afirma Konrad. “Recebo no meu e-mail os avisos sobre vencimentos de pagamentos e alertas sobre todas as operações de investimento e custeio, com previsões de datas e valores.”

De acordo com o agricultor, os sistemas informatizados serão cada vez mais essenciais no campo porque as atividades do agronegócio são dinâmicas e influenciadas por muitos detalhes de manejo e mercado. Além disso, o volume de informações para gerenciar está aumentando e a rotina exige muita organização para que o negócio dê certo. “O desafio de qualquer agricultor para se manter hoje na atividade é melhorar a gestão. Os que não conseguem são os produtores que não têm conhecimento de custos e lucratividade”, opina Konrad. “O programa de gestão faz justamente isso para mim, gera o cálculo correto, mostra o quanto eu gastei, qual a margem e se foi positiva ou negativa. Recomendo melhorias em gestão para todos.”

 

Gestão profissional na prática

Na região de Santa Maria (RS), o agricultor é proprietário da Agropecuária Konrad, que engloba uma fazenda com 277 hectares cultivados com soja, uma propriedade rural com 737 hectares onde ele planta soja, aveia e sementes de azevém, e ainda outra propriedade de 241 hectares de soja, sendo 60 hectares de pastagens para a Integração Lavoura-Pecuária.

De acordo com Konrad, graças à informatização, ele está conseguindo administrar todas as áreas com muita eficiência e bons resultados. A grande vantagem do sistema é permitir a gestão integrada das três propriedades. “O sistema é bem versátil. Tenho três centros de custo, com controle integral de todas as operações. Por exemplo, eu sei onde estão todas as máquinas, qual o consumo de diesel, o custo total e fracionado conforme as divisões de cada propriedade”, conta. “O sistema demonstra todos os componentes do custo de produção, com cálculos reais das atividades. Consigo ver o que cada talhão produziu, isso me deixa mais seguro na tomada de decisão.”

 

Capacitação constante

Elmar Konrad está satisfeito com os resultados atuais das fazendas, mas não pretende parar de investir. O produtor está sempre em busca de conhecimento e adequações para se atualizar na gestão e nas ferramentas digitais. “Quanto mais completo é o software, mais complexo também. Pretendo aproveitar todo o potencial que o sistema oferece, então estou investindo na capacitação de uma pessoa que vai ficar responsável pelo uso do programa”, diz Konrad.

Entre os planos, Konrad conta que pretende incluir todos os mapas de áreas da fazenda no sistema para aperfeiçoar o monitoramento e planeja ampliar o uso do software para controlar também o manejo do gado. “O software está pronto, é só adequar para a gente conseguir introduzir a pecuária em até um ano”, conta ele. Para continuar utilizando o sistema, Konrad adquire a licença anual de uso, por meio do resgate de pontos na Rede AgroServices, conheça ofertas aqui.

 

Saúde financeira

De acordo com Marcelo Lagemann, sócio e diretor da Connectere, geralmente os agricultores são eficientes no manejo das lavouras mas, por causa de alguns descuidos administrativos, acabam enfrentando problemas. “Muitos estão perdendo crédito por falta de organização administrativa. É preciso fortalecer a saúde financeira dos produtores”, diz Lagemann.

O melhor caminho, segundo ele, é evitar tomar decisões precipitadas e estudar dados confiáveis para embasar melhorias na fazenda. “Todo mundo fala que o custo de produção está caro. Mas, não é simplesmente deixando de fazer uma aplicação de fungicida que vai baratear a produção, por exemplo. O produtor precisa conhecer profundamente todos os custos para avaliar como aumentar a eficiência”, afirma Marcelo Lagemann. “E também não adianta produzir a qualquer preço. O custo tem que estar de acordo com a produtividade.”

 

Sistema +Gestão

A informática consegue justamente auxiliar no ordenamento dos processos e cálculos financeiros. De acordo com o diretor da Connectere, essa é a principal vantagem observada pelos clientes do sistema. “A ideia é conseguir gerenciar todo o negócio no modelo empresarial, conectando as informações do campo e da administração com transparência. O +Gestão cria um banco de dados onde as informações são cruzadas. O sistema vai aprendendo com os lançamentos, consegue fazer cálculos e um estudo tributário”, explica Lagemann.

 

Como funciona o serviço?

Para a implantação do sistema, a Connectere realiza visitas à fazenda para diagnóstico detalhado e desenvolve um planejamento. “Criamos um modelo de gestão adaptado às necessidades da propriedade”, explica o diretor da Connectere. Segundo Lagemann, a empresa cria painéis de controle visualmente atraentes e que facilitam a navegação, apresentando com poucos cliques as informações mais estratégicas para cada negócio. O objetivo é facilitar o acesso aos dados da fazenda de forma simples, ágil e acessível até mesmo para pessoas que não dominam a informática. “O produtor consegue organizar melhor o fluxo de caixa e toda a área comercial, consegue organizar e acompanhar facilmente no sistema todas as compras e entregas”, diz ele.

O sistema permite inclusão de usuários com diferentes perfis de acesso. A Connectere promove treinamento para capacitar os funcionários que vão operar o software e prestam suporte ao cliente para organizar o fluxo de informações. Após a implementação do programa, o produtor adquire uma licença anual para uso. Se optar por não renovar a licença, os dados ficam disponíveis para exportação (backup) ou para consulta na plataforma durante 5 anos. O produtor pode implantar o software ou adquirir a licença de uso por meio do resgate de pontos na Rede AgroServices, confira ofertas aqui.

COPYRIGHT © BAYER S.A - Última atualização: 12/11/2018 (1.0.2302)